O Conceito de Cabeamento Estruturado – Parte 2

Continuaremos com o Cabeamento Estruturado. Se você não viu a primeira parte, clique aqui.

Áreas compreendidas pela rede estruturada

A rede estruturada pode ser dividida em três níveis ou áreas:

  1. Redes primárias;
  2. Redes secundárias;
  3. Redes terciárias.

Rede primária

Interliga instalações prediais através de uma área ampla, geralmente pública, através de cabos ópticos ou outros meios.

Cabos de par trançado (RJ-45) conectados.

Fig. 1: Cabos de par trançado (RJ-45) conectados.

Rede secundária

Interliga os distribuidores numa instalação predial através de condutores metálicos ou ópticos.

Faça Um Curso Online E Aprenda Tudo Sobre Zabbix Por Um Preço Acessível!!!

Rede terciária

Interliga os distribuidores às estações de rede.

A rede terciária pode ser dividida em três subsistemas:

  • Estação de trabalho;
  • Horizontal;
  • Vertical.
rede-terciaria-esquema

Fig. 2: Esquema da rede terciária.

Subsistema de estação de trabalho

Cabos, conectores e tomadas que possibilitam a conexão da estação na rede.

tomada-rj45

Fig. 3: Tomadas RJ-45 dentro do padrão internacional EIA-TIA568-B.

Subsistema horizontal

Sistema de cabos que se espalham no sentido horizontal, no chão ou no teto e que interligam o Subsistema Estação de Trabalho aos armários de telecomunicações. Em redes maiores, podemos ter um backbone horizontal.

subsistema-hor

Fig. 4: Subsistema horizontal.

Subsistema vertical

Sistema de cabos que interliga os armários de telecomunicações dos andares da instalação predial.

subsistema-ver

Fig. 5: Subsistema vertical.

banner_zabbix

Elementos de rede

Podemos destacar alguns equipamentos que compõem a rede. Dentre eles:

  • Estação de trabalho: Qualquer micro conectado à rede.
    Também recebem as denominações de cliente, nó, node, ponto e workstation.
  • Servidor: Qualquer micro onde roda um SOR e que centralize operações de rede.
  • Placa de rede: Periférico que permite aos micros (estações e servidores) acessar o meio de transmissão (canal de comunicação) da rede.
  • Meio de transmissão: Qualquer meio por onde circulem os dados através da rede. Normalmente é um cabo.
  • Conector: Interface física entre o cabo e a placa de rede.
  • Tomada: Local onde a estação se conecta ao cabo da rede.
  • Hub ou Switch: Concentrador de cabos de rede. Indispensável para a constituição de uma rede estruturada com cabos trançados.
  • Sinal de rede: Sinal de dados do computador, especialmente codificado pela placa de forma a permitir sua transmissão a uma distância maior.
  • Tráfego: Os dados que trafegam pela rede sob a forma de pacotes de dados.
  • SOR: Sistema Operacional de Rede. Software que roda em um ou mais micros, denominado Servidor e que sustenta a rede. Como exemplos, podemos citar o Windows Server 2016, Novell Netware, entre outros.
  • SO: Sistema Operacional cliente. Software básico que roda nas estações. Exemplos: Windows 10, Windows 8.1, Ubuntu 16.04 LTS, entre outros.
  • Recursos compartilhados: Possibilidade de se compartilhar recursos na rede, como espaço em disco ou uma impressora.

< Parte 1                               Parte 3 >

Créditos

Escrito originalmente por Lucio Sangoi Barreto, professor de Redes de Computadores, em 20/11/2007, com adaptações e atualizações de Esdras Nunes para a data em que foi publicado. Para o Curso Técnico em Redes de Computadores da Faculdade de Tecnologia SENAI do Estado do Rio Grande do Sul.
Figura 1: tradersservice.com.br/wp-content/uploads/2014/03/cabeamento-estruturado-traders-network.jpg
Figura 2: Rede LAN.
Figura 3: computermaster.com.br/p_w/galeria/h.jpg
Figura 4: Rede LAN.
Figura 5: castilloinformatica.com/wiki/images/d/dc/Subsistemavertical.jpg

Esse conteúdo é parte da série “O Conceito de Cabeamento Estruturado” e “Tecnicamente Falando”. Todos os direitos reservados a Rede LAN Soluções em Informática. Proibida a reprodução parcial ou total sem a prévia autorização.

2 pensamentos sobre “O Conceito de Cabeamento Estruturado – Parte 2

  1. Pingback: O Conceito de Cabeamento Estruturado – Parte 3 (final) – Rede LAN

  2. Pingback: O Conceito de Cabeamento Estruturado – Introdução – Rede LAN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s