Roteador

Roteadores são bastante usados atualmente. Mas será  que você conhece um roteador? Sabe quais são suas principais funções? Então leia e conheça um pouco mais desse grande conhecido – mas pouco compreendido – por todos.

Roteador é um dispositivo de rede que encaminha os pacotes de dados para várias redes de computadores diferentes. Ele opera na camada 3 do Modelo OSI, com protocolo TCP/IP.

image

Roteadores CISCO modelo 976

O roteador pode ser conectado a duas ou mais linhas de dados de redes diferentes. Para fazer isso, o roteador lê  o endereço que está contido no cabeçalho do pacote e o encaminha para a rede correta.

Antes de enviar o pacote para a rede de destino, ele verifica em suas políticas de segurança, que foram configuradas previamente pelo seu administrador, se o pacote pode ou não ser enviado. Se não puder ser enviado, o pacote é  descartado.

Funcionamento

O roteador utiliza tabelas de rotas para decidir para qual rede encaminhar cada pacote recebido. Ele realiza a manutenção dessas tabelas executando processos e protocolos de atualização de rotas, atribuindo métricas de roteamento.

image

Exemplo de roteador Wi-Fi

O administrador pode configurar rotas estáticas para a propagação dos pacotes ou configurar o roteador para atualizar automaticamente suas tabelas de rotas, de forma dinâmica. Sendo assim, podemos dizer que existem dois tipos de roteadores: os estáticos e os dinâmicos.

Quando vários roteadores são usados em redes interconectadas, eles trocam informações sobre os endereços de destino usando um protocolo de roteamento dinâmico. Cada roteador constrói uma tabela listando as rotas preferenciais entre quaisquer dos sistemas nas redes interconectadas.

Um roteador tem interfaces para diferentes tipos físicos de conexões de rede, tais como cabos de cobre, fibras óptica ou por transmissão sem fio. Ele também contém um firmware para diferentes padrões de protocolo de comunicação de rede. Cada interface usa esse firmware para permitir a transmissão dos pacotes de dados entre distintos sistemas de transmissão de protocolos.

Os roteadores também podem ser utilizados para ligar dois ou mais grupos de dispositivos lógicos de computador, conhecidos como sub-redes, cada uma com um endereço de sub-rede diferente. Os endereços de sub-rede registrados no roteador não necessariamente mapeam diretamente para as conexões de interface física.

Fases de operação

Um roteador tem duas fases da operação denominadas como planos:

    • Plano de controle:
      O roteador mantém uma tabela de roteamento que lista qual rota deve ser usada para transmitir um pacote de dados, e através do qual interface física. Ele faz isso usando diretivas pré-configuradas internamente, conhecidas como rotas estáticas, ou aprendendo rotas usando um protocolo de roteamento dinâmico. As rotas estáticas e dinâmicas são armazenadas na base de dados de roteamento (RIB).
    • Plano de encaminhamento:
      O roteador encaminha pacotes de dados entre interfaces de entrada e saída. Encaminha-os para o tipo de rede correto utilizando a informação que o cabeçalho do pacote contém, usando os dados registrados no plano de roteamento da tabela de roteamento.
    image

    Roteador CISCO modelo da Série 1900

    Resumidamente, podemos dizer que o roteador é um dos principais elementos para que o correto funcionamento da rede aconteça.

    Até a próxima!

    Referência: http://wikipedia.org/roteador e na versão em inglês.

    Um pensamento sobre “Roteador

    1. Pingback: Redes de Computadores – Visão Geral – Rede Lan

    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s