Tecnologia CDMA

O CDMA é o principal concorrente do GSM. Apesar de ser superior em alguns aspectos, o CDMA é um padrão proprietário da Qualcomm, que recebe royalties sobre os equipamentos vendidos, enquanto o GSM é um padrão aberto.

cdma-qualcomm-logo

Logotipo da Tecnologia CDMA: Como podemos ver, é um protocolo de propriedade da Qualcomm.

Tecnicamente falando, o CDMA é uma tecnologia usada como base para os padrões cdmaOne e CDMA 2000, que são os padrões de telefonia. Ambos são referidos como “CDMA”, que é o termo mais popularmente usado. Se estiver interessado nos detalhes técnicos, consulte o link cdg.org/technology/cdma.asp.

See in English.

Mercado brasileiro

brasil-mapa-bandeiraO plano CDMA ainda tem certa participação aqui no Brasil, com a rede da Embratel e a rede CDMA da Vivo, que continua ativa. É certo que o uso do padrão irá decair com o tempo, mas isso ainda pode demorar um pouco, de forma que é interessante saber um pouco sobre a tecnologia.

Com relação ao tráfego de dados, que é o que nos interessa, a modalidade mais básica de acesso dentro do CDMA trabalha a 14.4 kbits, o que parece piada perto dos padrões atuais, mas que era aceitável na época em que o sistema começou a ser implementado, já que o CSD (que na época era o concorrente direto) operava a apenas 9.6 kbits.

O padrão seguinte (que acabou sendo o mais usado, sobrevivendo em grande escala até certo tempo atrás) é o 1xrtt (também conhecido como CDMA 2000 1xrtt), que multiplicou por 10 a taxa de transmissão, atingindo 144 kbits. Embora mais rápido que o GPRS, o 1xrtt também é considerado uma modalidade de acesso 2.5G.

Além de ser usado para acesso nos celulares CDMA, o 1xrtt foi usado na primeira versão do Vivo Zap, que inaugurou o uso dos planos de acesso a web através de modems USB. Mesmo com a implantação da rede EVDO da Vivo, o 1xrtt continuou sendo usado como sistema de fallback para áreas onde o EVDO não estava disponível, ou para uso em aparelhos antigos, sem suporte ao novo sistema.

Com a implantação das redes 3G UMTS da Claro, da Tim e depois da própria Vivo, o 1xrtt parecia destinado a sair de cena definitivamente, mas acabou tendo um retorno inesperado com a compra da Vesper pela Embratel, que herdou a licença para oferecer serviços de acesso baseados no padrão CDMA.

Como todo protocolo de transmissão de dados sem fio, o 1xrtt tem um overhead relativamente grande, o que, combinado com as tradicionais obstruções e oscilações no sinal, faz com que, na prática, a velocidade não seja muito superior à do acesso discado. Entretanto, o 1xrtt tem uma pequena vantagem, que é a melhor penetração em áreas rurais ou com obstáculos, o que permite que o serviço seja usado em muitas áreas de pouca cobertura, onde outras modalidades de acesso não estão disponíveis.

EVDO

Em seguida temos o EVDO (também chamado de EV-DO, 1x EV-DO ou CDMA 2000 EVDO), que é o padrão 3G dentro do CDMA, oferecendo taxas de transmissão de até 2.4 megabits. Ele foi usado na versão inicial do Vivo Zap 3G que, lançado em 2005, acabou sendo o primeiro serviço de acesso 3G no Brasil, anterior às redes UMTS. Como de praxe, os 2.4 megabits são teóricos; na prática é possível atingir pouco mais de 1 megabit em uma boa conexão.

Embora o EVDO seja originalmente mais lento que o UMTS, a velocidade final depende mais da qualidade da estrutura de cada operadora, assim como as limitações de banda definidas. Um plano UMTS limitado a 512 kbits, por exemplo, seria muito mais lento que uma conexão via EVDO sem limitações. No Brasil, essa tecnologia é usada pela Embratel em transmissões por rádio-frequência de banda larga, tanto no uso comercial como no uso doméstico. Porém, essa tecnologia está sendo descontinuada pela Vivo, sendo substituída pela tecnologia HSDPA.

Fontes

MORIMOTO, Carlos Eduardo. Smartphones, guia prático / Carlos Eduardo Morimoto. – Porto Alegre: Sul Editores, 2009. Págs. 310-313. (com adaptações e atualizações)
pt.wikipedia.org/wiki/CDMA
pt.wikipedia.org/wiki/Evolution-Data_Optimized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s